fbpx
OPORTUNIDADES TEM ASAS NOS PÉS

OPORTUNIDADES TEM ASAS NOS PÉS

Home » Carreira e Negócios » OPORTUNIDADES TEM ASAS NOS PÉS

OPORTUNIDADES TEM ASAS NOS PÉS

As oportunidades multiplicam-se à medida que são agarradas.” – Sun Tzu, general, estrategista e filósofo chinês

Fique de olho nas oportunidades que cruzam o seu caminho, pois elas são como o nascer do sol: num piscar de olhos passam, e, se você ainda estiver dormindo, perderá mais um espetáculo da vida e da natureza. Oportunidades vêm e vão, e não adianta reclamar, muito menos espernear por ter dormido no ponto. Uma chance nunca é igual a outra, e aquela, em especial, não voltará apenas porque você se arrependeu de não tê-la aproveitado. Ah, não mesmo. É o velho ditado: “Cochilou, o cachimbo cai”.

Muitas vezes uma pequena oportunidade pode ser o começo de um grande negócio, de um belo projeto de vida, de uma magnífica carreira. Um jardineiro habilidoso é capaz de reconhecer uma palmeira imperial analisando a planta ainda filhote, da mesma forma que um motorista atento e experiente se sente seguro o bastante para seguir na estrada escura iluminando apenas os próximos metros. Trata-se de enxergar potencial em algo que parece pequeno e de ter a determinação de alcançar um grande objetivo passo a passo.

Ora, se você estiver a pé, e um potrinho selado passar à sua frente, caro leitor, não hesite: monte-o! Se a oportunidade de abrir seu próprio negócio surgiu,agarre-a. Ainda que a jornada seja árdua. Se descobriu o amor no momento mais inesperado e está com medo, não fuja: fique e lute por ele. Se a oportunidade de recomeçar  apareceu, pegue-a.

Observe com atenção o caminho e aproveite o que a vida está lhe apresentando . Eu sei que existem oportunidades que nos assustam, porem não deixe o medo dominar as suas decisões. Pesquise, se prepare, se fortaleça emocionalmente, intelectualmente, desenvolva novas habilidades e APROVEITE A OPORTUNIDADE.

Quando ficamos indecisos, jogamos fora boas oportunidades. Deixamos, por exemplo, de ingressar num novo emprego, de assumir um bom cargo público, de ser agraciados com uma promoção, de viver um grande amor, de iniciar um negócio promissor. Corremos, assim, o risco de nos tornarmos amargurados e infelizes, condenados a lamentar eternamente o leite derramado. Bobagem, isso! Erga a antena do seu carro, acenda o farol e dirija alerta.

Observe com atenção o caminho e aproveite o que a vida está lhe apresentando . Eu sei que existem oportunidades que nos assustam, porem não deixe o medo dominar as suas decisões. Pesquise, se prepare, se fortaleça emocionalmente, intelectualmente, desenvolva novas habilidades e APROVEITE A OPORTUNIDADE.

A ideia é sempre tentar transformar os desafios momentâneos em oportunidades de ouro. Como nos ensina o escritor Gabriel Garcia Marquez, “a vida é uma sucessão contínua de oportunidades”. Ouça os conselhos do sábio chinês Sun Tzu e “concentre-se nos pontos fortes, reconheça as fraquezas, agarre as oportunidades e proteja-se das ameaças”. Não fique esperando para agir e agarrar apenas as oportunidades mais extraordinárias; segure primeiro as mais ordinárias, as mais comuns, e faça delas algo grande, algo estupendo.

Insisto: as oportunidades não voltarão só porque você se arrependeu de não tê-las aproveitado, só porque você mudou de ideia e agora lamenta ter dormido no ponto. Já era. Como diria o sábio Heráclito, “ninguém pode banhar-se duas vezes no mesmo rio”, pois, na segunda, já não será o mesmo rio, já não será a mesma água. O cenário será outro: outra temperatura, outra experiência, outra realidade. Nada impede que ainda seja tudo muito bom, porém indiscutivelmente será diferente.

Consola-nos saber que o Universo sempre nos oferecerá mais de uma chance de alcançar a felicidade e de fazer o certo. Talvez demore um pouco, mas novas oportunidades surgirão para quem mantiver o farol iluminando a estrada da vida. Que sejamos capazes de identificar toda e qualquer nova oportunidade e de agarrá-la com unhas e dentes. Que ampliemos nossos horizontes e possamos enxergar algo promissor no que os outros não veem nada de mais.

Hoje ilustraremos nosso artigo com uma pequena fábula cuja lição traduz bem a mensagem que queremos transmitir acerca de oportunidades perdidas.

Conta-se que havia um jovem determinado a se casar com a filha de um grande e rico fazendeiro. Firme em seu propósito, o rapaz foi até o pai da moça pedir a mão dela em casamento. O homem olhou para o rapaz e respondeu: “Meu jovem, vá para aquele curral. Vou soltar três touros, um de cada vez. Se você conseguir pegar o rabo de qualquer um deles, poderá se casar com a minha filha”.

O moço ficou aguardando o primeiro touro. O portão do curral foi aberto e por ali saiu o maior e mais selvagem touro que o jovem havia visto na vida. Surpreso, ele concluiu que um dos próximos animais a serem soltos tinha de ser melhor escolha. Correu, então, para o lado e deixou o touro passar para o portão de saída.

O portão do curral se abriu de novo. Inacreditável! O moço nunca havia visto nada parecido com a criatura que veio correndo em sua direção. O touro batia no chão com as patas e resmungava enquanto olhava para ele. Assustado, o jovem apaixonado concluiu que o touro seguinte não poderia ter aspecto pior do que esse. Saiu mais uma vez do caminho e deixou o segundo touro passar.

O portão se abriu pela terceira vez. O jovem sorriu. Este era, sem dúvida, o touro mais franzino e fraco que ele já havia visto. Quando o animal veio correndo, o rapaz se posicionou à direita e pulou, seguro de si. Estendeu a mão para agarrar a criatura, certo de seu sucesso, mas… o touro não tinha rabo.

A moral da história é que a vida é cheia de oportunidades. Algumas serão fáceis de agarrar. Outras serão muito difíceis. Porém, uma vez que as deixemos passar – às vezes na expectativa de algo melhor –, podemos nunca mais encontrá-las, ao menos não as mesmas. É assim na vida. De tempos em tempos as oportunidade surgem, mas infelizmente muitos de nós as perdem. Cedem, por exemplo, aos rumores de que:

” ahh empreender é difícil e com a crise ficou pior”. ou ”  vou esperar mais um tempo, não me sinto totalmente preparado”. ” amanhã eu faço”.

A moral da história é que a vida é cheia de oportunidades. Algumas serão fáceis de agarrar. Outras serão muito difíceis. Porém, uma vez que as deixemos passar – às vezes na expectativa de algo melhor –, podemos nunca mais encontrá-las, ao menos não as mesmas. Como se diz o ditado: “Oportunidade tem asas nos pés”.

E qual o motivo de muitos não aproveitarem aquilo que de melhor a vida lhes apresentam? As respostas são inúmeras: medo, dúvida, falta de visão….

Entretanto, o medo é o grande motivador, medo do fracasso, medo se ser julgado, medo de desagradar, medo de não ser suficiente bom. E todos esses medos possuem a mesma raiz, falta de MAESTRIA EMOCIONAL E DOMÍNIO PRÓPRIO.

Vivemos, em uma época onde muito se aspira e pouco se realiza, pessoas cheias de sonhos deixam as oportunidades passarem, por medo. E uma das soluções para que a vida não seja somente uma prisão onde os medos são os Carcereiro é fortalecer o Nível de INTELIGÊNCIA EMOCIONAL.

Pois, através dela, é possível identificar com clareza aquilo que está impedindo qualquer um de avançar. É possível eliminar crenças limitantes, aumentar a autoconfiança e autoestima, até mesmo ressignificar traumas passados.  Para aproveitarmos as oportunidades, precisamos estar abertos, livres de todo lixo emocional, uma vez que, nossas decisões não são tomadas pelo lado racional do cérebro, mas sim, pelo lado emocional.

Se autoconhecer e fortalecer emocionalmente é um grande diferencial para quem quer avançar para um próximo nível e viver uma vida realmente extraordinária. E é para isso que estou aqui, para ajudar pessoas comuns a desenvolverem competências que as levarão para a vida dos seus sonhos.

A maioria das pessoas não desenvolveram competências como: Inteligência Emocional, Resiliência, Foco, Garra, Gratidão e por isso não conquistam a vida que tanto sonham e perdem as oportunidades da vida.

Vem comigo fazer da sua vida uma obra de arte. Desbloqueie seu potencial, chega de deixar as oportunidades passarem.

Illana Mattos.

 

Voltar

Deixe seu comentario

Receba conteúdos exclusivos em primeira mão